Machine Learning e outras tecnologias que você precisa conhecer

Você aí já ouviu falar em Machine Learning, Deep Learning, Big Data, entre outros termos ligados a inteligência artificial?

De forma bem resumida, a inteligência artificial é uma forma de fazer com que máquinas imitem o comportamento humano, por exemplo, para resolver problemas e aprender com o que está à sua volta.

Esses termos que citei no início do texto têm sido discutidos com frequência de alguns anos pra cá e eram temas que só ouvíamos falar em filmes.

A verdade é que as máquinas estão cada vez mais inteligentes e a tecnologia avança sem limites. Felizmente, hoje já é possível ter um pouco dessa inteligência artificial em nossa rotina.

Vou contar um pouquinho mais sobre esse assunto, explicar o que são essas tecnologias e como elas podem ser úteis para sua empresa.

 

O que é Big Data?

Big Data é um termo utilizado para grande volume de dados, porém não é a quantidade de dados disponíveis que importa e sim como as empresas utilizam. Cabe aos especialistas de Big Data definirem estratégias e qual a melhor maneira de se utilizar esses dados.

Por exemplo, a varejista americana “Target” cruzou dados para descobrir alguns padrões de compras feitos por mulheres grávidas. Num desses cruzamentos foi possível verificar que essas mulheres compram grandes quantidades de loção sem perfume. Dessa maneira, a empresa pode oferecer diretamente descontos relacionados a itens para as gestantes, sabendo o que elas consomem.

 

O que é Machine Learning?

Se você está ligado em tecnologia, provavelmente já ouviu falar em “Machine Learning”, que significa: Aprendizado de máquina. Essa tecnologia já está em uso há algum tempo e consiste em tornar máquinas capazes de resolver problemas, assim como nós humanos fazemos, sem precisar de uma função pré-determinada como é feita na programação, com entrada e saída de dados. Os computadores poderão aprender sem utilização de programação.

Um exemplo de aplicação de Machine Learning é o Google Photos, o software possui um conjunto de regras, onde são mostrados vários exemplos ao sistema, até que ele comece a identificar padrões de fotos, diferenciando umas das outras e criando, por exemplo, um álbum apenas com fotos de pôr do sol.

A Machine Learning ou “aprendizado de máquina” tem a origem de reconhecimento de padrões, que justifica a teoria de que máquinas podem aprender sozinhas, sem serem programadas para realizar tarefas específicas, apenas contando com um grande volume de dados. Utilizando dados e algoritmos, as máquinas podem identificar padrões e, a partir deles, criar conexões inteligentes, assim aprendendo de forma inteligente sem alguma interferência humana.

Existem duas categorias de aprendizado: Supervisionada e não supervisionada.

No modelo supervisionado, os humanos precisam interagir controlando a entrada e saída de dados. Já no modelo não supervisionado, é utilizado o “Deep learning” ou “aprendizagem profunda”, que consiste em processar tarefas sem a interferência de humanos.

 

O que é Deep Learning?

Como falei anteriormente, o Deep Learning é uma subcategoria de Machine Learning, onde a aprendizagem profunda é relacionada ao uso de redes neurais para gerar melhorias, como reconhecimento de fala e visão computacional. Indo direto ao ponto, ela aborda a construção e formação de redes neurais, essas redes estão se tornando cada vez mais promissoras e aplicáveis para diversos fins, sobretudo em indústrias, saúde, marketing, educação, entre outras. O Deep Learning é a tecnologia base para ferramentas como o Google Tradutor e a Siri (assistente da Apple utilizada em seus sistemas operacionais). Com enorme quantidade de poder computacional, as máquinas podem agora reconhecer objetos e traduzir voz em tempo real. O Deep Learning é a inteligência artificial de forma aplicável.

Inteligência Artificial é a inteligência similar à humana exibida por mecanismos ou software.

 

Veja agora 5 Exemplos onde são utilizados o Machine Learning:

 

1 – Mecanismos de buscas

Os mecanismos de busca também estão investindo pesado no uso de inteligência artificial a fim de criar experiências de busca mais completas e precisas para os usuários. O Google sempre valorizou a inteligência artificial, procurando sempre exaltar a máxima experiência do usuário, para que sejam as melhores possíveis.

Em 2015 eles lançaram o Rank Brain que tornou-se mais uma peça do motor de buscas, o sistema aprende sozinho e consegue filtrar ainda as pesquisas, em menos tempo e proporcionando resultados mais exatos.

 

2 – Navegação inteligente

O Google Maps, e outras ferramentas GPS utilizam essa tecnologia para orientar motoristas no mundo inteiro para pegar caminho mais rápido.  O aprendizado de máquina considera todas as variáveis que estão acontecendo em tempo real no trânsito, incluindo congestionamentos, para traçar a melhor rota, além de coletar dados de todos os veículos, para fazer análises preditivas a partir de padrões identificados neles.

 

3 – Exibir publicidade personalizada para você

Algumas gigantes da internet como a Google, dominam e lançam tecnologias cada vez mais poderosas se tratando de anúncios online, atualmente elas possibilitam o anunciante atingir muitas pessoas, gastando menos recursos do que em mídias tradicionais. Usando o Machine Learning foi possível segmentar mais ainda a publicidade podendo filtrar em grande escala o público-alvo.

 

4 – Carros sem motoristas 

Muitos acharam que esse dia não iria chegar, mas eles já estão por aí, carros que se deslocam sem a necessidade de ter um humano no controle. O aprendizado de máquina foi essencial para que o algoritmo aprendesse os padrões de milhares de motoristas, e é possível identificar mudanças nos semáforos, padrões de faixas na pista e até mesmo pedestres.

Você viu como o Machine Learning já está revolucionando o mercado de um modo geral, então como isso pode ajudar a minha empresa?

5 – Chatbots

Pode ser que você tenha falado com alguma empresa por algum canal online e nem mesmo tenha percebido que o seu atendimento foi realizado via “chatbot”, ou seja um robô virtual que se comunica de forma similar a um humano.

Existem dois tipos de chatbots, um baseado em regras e outro chamado de smart bot que utiliza o Machine Learning, a maior parte dos bots que encontramos são baseados em regras, são mais simples, porém ainda sim são ótimos e ajudam muito. Aqueles que utilizam Machine Learning são complexos e realmente podem simular a função de um atendente virtual, geralmente são usados quando o usuário precisa de mais interações.

Alguns dos benefícios do chatbot são:

  • Otimizar esforços de marketing, devido a sua base de dados e aprendizado ele pode sugerir produtos personalizados ao usuário.
  • É uma tecnologia instantânea, rápida e fácil de utilizar, a partir do momento em que o cliente inicia o chat, ele será prontamente atendido.
  • Reduz o custo operacional, pessoas podem ser direcionadas para tratar assuntos mais complexos e que necessitam mais atenção.

Diversos segmentos já adotaram essa ferramenta, entre elas o ramo de restaurantes tem utilizado para automação de pedidos. Ao abrir a conversa do Facebook, você terá um atendimento todo personalizado onde o bot disponibiliza o cardápio, mostra as formas de pagamento e soluciona várias dúvidas.

A interação Homem-Máquina é o futuro das relações.

 

Bem, a Google possui uma das maiores equipes de Inteligência Artificial do mundo e ela pretende aplicar o aprendizado de máquina em suas plataformas de anúncios e análise de dados como o Google Ads e Analytics. Com o aperfeiçoamento desses serviços, torna-se muito mais fácil encontrar o seu público-alvo e atingi-lo com uma personalização bem específica, que possibilitará ir diretamente na “dor” do seu cliente.

Marketing e Inteligência Artificial andam lado a lado quando se trata de melhorias para atingir seu público-alvo. Com essas tecnologias podemos criar diferentes soluções, melhorar o desempenho das campanhas trazendo um ótimo resultado.

Quer otimizar suas campanhas através de plataformas tecnológicas e trazer um melhor resultado para sua empresa? Diga um oi, que nós podemos te ajudar!

 

 SOBRE O AUTOR