Como ser criativo na publicidade e na vida

Como ser criativo na publicidade e na vida

Assim como na criação de marcas, logotipos e até mesmo na criação de campanhas publicitárias, a criatividade é algo inerente e muito importante. Porém, ao contrário do que muita gente pensa e acredita, a criatividade pode ser desenvolvida, ela não é um dom. E mesmo quem não trabalha em uma agência de publicidade, pode e deve desenvolvê-la. Acontece que muitas pessoas são criativas, mas simplesmente não sabem disso.

Mas e aí, como ser criativo? 

Não é fácil responder esta pergunta, até porque para se criar algo, não existe uma fórmula. Cada pessoa tem seu jeito. O que existe são algumas técnicas que facilitam a criação e ajudam a ter ideias realmente inovadoras.

Uma dessas técnicas pode ser encontrada no livro “A Arte da Guerra”.  Que conta que o principal general da época, quando ia traçar suas estratégias, lia livros que não tivessem nada a ver com a guerra, mas que o fizessem pensar em outras coisas, que não em armas e estratégias de combate. E assim ele conseguia abrir a sua cabeça, ter uma visão ampla do que estava acontecendo e traçar uma estratégia surpreendente para vencer as batalhas. Isso, dentro do ramo de marketing e da agência de publicidade é o que chamamos de Insight. O famoso “eureca” ou “estalo mental”, um momento inesperado de inspiração. São descobertas ‘quase’ acidentais, que acontecem principalmente quando conseguimos retirar o foco do problema principal e nos concentramos em alguma outra coisa. Pode ser também uma combinação acidental de dois elementos químicos em um laboratório que cria uma reação revolucionária, por exemplo. Mas para que você perceba o “acidente criativo” que acabou de acontecer, você precisa estar preparado para isso. Para estimular sua criatividade, você pode seguir estes 3 passos:

 

1 – Busque muitas referências

Basicamente a criatividade é algo que surge e nós não estávamos procurando. Mas a inspiração não acontece por acaso, ela exige um grande conhecimento prévio, até mesmo para você identificar que está diante de uma grande descoberta. Quanto mais cultura, melhor, mesmo que num primeiro momento pareça não fazer sentido e não esteja diretamente relacionado ao tema principal que você está querendo criar. Por isso, leia muito, veja muitos filmes, escute muita música e busque sempre por conhecimento.

Referências para ser criativo

Como ser criativo? O primeiro passo é buscar referências culturais. Imagem: how-br.blog.ehow.com/

2 – Não fique preso ao passado

Se você quer ser mais criativo, jogue fora todos os preconceitos que tinha sobre o assunto e entre numa nova fase, a partir e agora, mais criativa, mais leve e com mais resultados. Deixo como dica você assistir o filme A Rede Social, que conta a história de criação do Facebook. Perceba que no filme, Mark Zuckerberg e seus amigos não estavam procurando ser criativos, eles sequer estavam procurando criar algo revolucionário. E mesmo assim, “sem querer” criaram uma das maiores invenções do homem moderno. Atualmente, nós não damos a devida importância para o que o Facebook representa. E mesmo ele entrando na chamada publicidade online e permitindo criar anúncios, continua sendo uma plataforma que estará nos livros de história dos nossos netos e bisnetos, como um dos ingredientes principais para a revolução digital, que estamos vivendo. Isso, é claro, se existirem livros daqui a 70 anos 🙂

filme a rede social facebook

Será que eles estavam cientes do que o futuro lhes reservava? Imagem: s.glbimg.com

3 – Surpreenda. Faça diferente!

Esse é o lema da yard. agência de publicidade. O lema também faz parte da nossa missão, que é: “Criar estratégias de marketing que dão resultado, encantam e inspiram. Surpreenda, faça diferente!”. Se você ainda não tem uma missão escrita, sugiro parar tudo e escrever imediatamente. Uma boa missão nos ajuda a guiar todas as nossas decisões dentro da empresa e orienta o rumo.

Clique aqui e veja algumas dicas que podem ajudar você a ser uma pessoa mais criativa.

 SOBRE O AUTOR
Graduado em design gráfico, pós-graduado em marketing, diretor / CEO da yard. agência de publicidade.