4 fatores essenciais para montar uma sala de videoconferência perfeita

Arquitetura para sala de videoconferência

Em um mundo cada vez mais globalizado e exigente, o empreendedorismo para investir em tecnologias que podem antecipar e evitar infortúnios corriqueiros é necessário para companhias de todos os portes, que buscam o mínimo de estabilidade no mercado em que atuam. A videoconferência está entre as principais tendências que têm ganhado força, mostrando crescimento. A frase “uma imagem vale mais que mil palavras” faz todo o sentido no ambiente corporativo, uma vez que a chamada em vídeo é muito mais eficaz do que a telefônica em diversas situações. Além disso, com o fácil acesso à tecnologia, empresas de diferentes setores e portes começaram a investir mais em ambientes para teleconferências, onde também podem ser realizados treinamentos, reuniões, workshops, demonstrações e palestras, tudo de um jeito prático e econômico.

Montar uma sala de videoconferência é uma solução que possibilita a redução de gastos com viagens e hospedagens, além de dar maior flexibilidade para que a companhia resolva as questões necessárias com agilidade, sem abrir mão de uma estrutura profissional. Mas para que ela exista na arquitetura corporativa, é imprescindível estar atento a alguns fatores. Veja agora, 4 fatores essenciais para levar em conta na hora de montar uma sala de videoconferência:

1 – Iluminação

O uso de monitores e equipamentos requer cuidados especiais com a iluminação. Para montar uma sala de videoconferência eficiente, é preciso que todos consigam ver as projeções sem dificuldade. Nesse sentido, janelas e lâmpadas devem ser orientadas para que a luz não ofusque, nem que haja outro tipo de conflito à visão. Por isso, um bom projeto luminotécnico faz muita diferença. Recursos como os dimers, que permitem regular a luminosidade, são bem-vindos, assim como cortinas e persianas.

2 – Acústica

A acústica dentro da sala de videoconferência é um fator decisivo. Sem um tratamento adequado, a sonorização é prejudicada, o som pode “vazar” para outros ambientes e informações sigilosas podem ser espalhadas. Portanto, é necessário garantir um sistema de isolamento acústico adequado, desenvolvido com materiais de boa procedência e aplicações inteligentes. Parece óbvio, mas você deve montar uma sala de videoconferência em que apenas quem está dentro dela participe das reuniões.

3 – Disposição dos móveis

A disposição das peças do mobiliário no ambiente pode facilitar ou complicar a experiência dos ocupantes. Por isso, é importante que elas sejam devidamente orientadas de acordo com as dimensões do espaço e os equipamentos a serem empregados. Todos os participantes devem ter visão livre para as telas, assim como acesso aos itens que possam ser requisitados durante as apresentações.

4 – Equipamentos

Ao escolher os equipamentos para montar uma sala de videoconferência, você tem de levar em conta desde as marcas dos produtos, funcionalidades e recursos, até sua adequação às necessidades da empresa e do espaço onde serão instalados. Computadores, projetores, TVs, microfones e câmeras são os itens mais comuns.

Quer mais dicas para montar uma sala de videoconferência? Mande um email e eu te ajudo! duda@yardconsultoria.com.br

 SOBRE O AUTOR
Graduada em arquitetura e urbanismo, consultora de arquitetura comercial da yard. arquitetura.